Aegea utilizará mergulhadores em limpeza de reservatórios

O serviço será prestado por uma empresa especializada, com ajuda de mergulhadores profissionais.

 

A concessionária Águas de São Francisco do Sul inicia nos próximos dias a limpeza dos 11 reservatórios de água que abastecem o município. A limpeza será realizada com auxílio de mergulhadores especializados, técnica que visa manter a qualidade da água distribuída no município. O trabalho também não afeta o abastecimento, visto que não prevê a necessidade de esvaziar os reservatórios.

 

Os reservatórios que serão limpos estão localizados em Ubatuba, Centro , ETA Vega, Ervino e Vila da Glória. “A limpeza da estruturas é uma atividade rotineira de caráter preventivo. Trabalhamos para otimizar o serviço, trazendo mais benefícios para a população. Com a ajuda dos mergulhadores, a distribuição de água não sofrerá impactos, seguindo com regularidade e qualidade”, explica Matheus Silva, gestor operacional da Águas de São Francisco do Sul.

 

O trabalho é feito com equipamento apropriado de mergulho e roupas esterilizadas e seladas. Todo o material sedimentado é retirado com o auxílio de instrumentos especializados para a ação. “Essa é mais uma ação voltada para a melhoria da qualidade de vida dos moradores, promove ainda mais agilidade e economia de tempo”, acrescenta Matheus.

 

Limpeza da caixa d’água

A Águas de São Francisco do Sul orienta que os moradores também realizem a limpeza de suas caixas d’água pelo menos duas vezes ao ano. A periodicidade da limpeza da unidade de reservação individual caixa d’água é muito importante para manter a qualidade da água consumida no imóvel. O procedimento garante a qualidade da água da residência e previne possíveis inconvenientes, como o surgimento de resíduos nas torneiras de casa. “Indicamos que a caixa d’água deve ser mantida sempre fechada, para evitar a entrada de insetos, como o mosquito da dengue por exemplo”, explica Matheus.

 

 

 

Em março de 2013 foi quando começou a história do Folha Babitonga na versão impressa. De lá para cá muita coisa mudou e o jornal buscou se adequar as novas mídias. Por isso, em março de 2019 entramos em uma nova era. O Folha Babitonga tem se destacado pela produção de conteúdos próprios e focados em São Francisco do Sul. Para manter este trabalho, estamos realizando a campanha de contribuição. Sim. Os conteúdos permanecerão de acesso livre a todos os leitores.  Faça uma contribuição para nos ajudar a entregar um jornalismo comprometido com São Francisco do Sul e independente. Apoie o Folha Babitonga a partir de R$ 10. Obrigado.