Joel Machado lança livro na próxima sexta-feira, dia 23

 

O lançamento do livro “Anna Nasser – Uma história para ser vivida” previsto para a Feira do Livro foi antecipada para a sexta-feira anterior, dia 23, as 20h, no Centro Cultural Ester dos Passos Rosa. O autor vai destinar toda a renda das vendas dos livros para a Rede Feminina de Combate ao Câncer.

Joel Christovam Machado Junior, empresário e escritor, possui 2 livros editados. O primeiro foi Estive Aqui, em 2012. “Ainda tenho o primeiro não lançado: Programadores de Ábaco e os contos do seu Toninho”, confidencia. Já Ana Asser era uma ideia antiga. “Quando você senta para escrever, a ideia já tem que está pronta, basta escrever, reler e arrumar o que está com pontas soltas, e reatar”, diz.

 

O livro foi escrito em 2014, e “ficou dormindo na gaveta”. “Depois que entrei em contato com a editora e a obra foi aceita, fiquei uns 4 meses alterando”, explica.

 

Christovam Jr. J.M chegou até a editora no final de 2018. “Estava em MG, e no hotel procurando uma editora para publicar, mesmo que o custos fossem meus. Pela internet cheguei a www.chiadobooks.com. Em uma janela do site dizia: envie sua obra por aqui! Bom, pensei o não eu já tenho, vamos tentar o sim. No outro dia recebi um e-mail que em 10 dias receberia a avaliação da editora, também por e-mail. Estava no aeroporto Santos Dumont, no RJ. E não levou 10 dias para receber o e-mail: Christovam, informamos que sua obra foi selecionada… levou 8 dias. Para abrir o e-mail levei meia-hora, para me restabelecer mais meia”, lembra.

O livro

Com data de publicação no mês de maio deste ano, o romance de 108 páginas conta uma história de ficção, onde a busca pela felicidade dela nas relações amorosas é uma obsessão, nem sempre alcançada. “O enredo margeia o amor, sexo, traições, crimes… Todos estes temas são abordados no romance, profundamente”, conta na sinopse.

Para adquirir basta acessar aqui.

 

 

Em março de 2013 foi quando começou a história do Folha Babitonga na versão impressa. De lá para cá muita coisa mudou e o jornal buscou se adequar as novas mídias. Por isso, em março de 2019 entramos em uma nova era. O Folha Babitonga tem se destacado pela produção de conteúdos próprios e focados em São Francisco do Sul. Para manter este trabalho, estamos realizando a campanha de contribuição. Sim. Os conteúdos permanecerão de acesso livre a todos os leitores.  Faça uma contribuição para nos ajudar a entregar um jornalismo comprometido com São Francisco do Sul e independente. Apoie o Folha Babitonga a partir de R$ 10. Obrigado.