Jornalista lançará primeiro romance na Feira do Livro em agosto

Jornalista Amanda Branco lançará o primeiro romance durante a Feira do Livro na segunda quinzena de agosto

 

A data ainda não está definida, mas a jornalista Amanda Branco, 23 anos, já sabe que será na Feira do Livro deste ano o lançamento do primeiro romance Amor de Viagem. A obra lançada pela Editora Viseu, de Maringá (PR), conta a história de Helena que sempre sonhou em conhecer o mundo. No entanto, desiludida com o rumo da sua vida, parou de acreditar na magia e em seus sonhos. “Não sou ela e nem ela eu”, brincou Amanda.

 

A jornalista e, agora, escritora conta que começou a escrever o livro há uns três anos. Segundo ela, escrever o livro foi uma forma de viajar. “Quando comecei a escrever tive de pesquisar locais, odores e os detalhes para poder colocar no romance”, conta.

 

O gosto pela leitura aliada a escrita foram os maiores estimuladores para que nascesse o primeiro livro. “Sempre gostei muito de escrever. É uma forma que eu conseguia me expressar, de aliviar minhas emoções. E eu queria ter uma história minha”, afirma.

 

A obra nasceu aos poucos. Depois dos quatro primeiros capítulos, Amanda parou de escrever. “Não vai dar em nada”, recorda que pensou na época. Passados oito meses, em 2017, encontrou um anúncio de uma editora que buscava novos autores. Daí retomou o projeto.

 

Para conseguir entregar o romance, foram dois meses dedicados ao livro. Durante o dia e todas as noites ao retornar de Joinville, onde fazia a faculdade de Jornalismo, escrevia parte do material. Quando saiu o resultado, o romance não foi selecionado. “Fiquei tão triste e disse que não iria mais publicar”, lembra.

 

Em janeiro deste ano, Amanda conta que viu um post nas redes sociais de uma editora que “aposta” em novos autores. Resolveu tentar novamente. “Um mês depois recebi a resposta dizendo que gostaram da história e que queriam falar sobre a diagramação. Fiquei muito feliz”, revela.

 

Agora Amanda Branco aguarda a programação da Feira do Livro, que acontecerá na segunda quinzena de agosto, para fazer o lançamento do romance e está na expectativa de como será a receptividade por parte dos leitores. “Não sei se vai vender ou não”, diz.

 

Sobre o futuro, a escritora ainda não sabe se virá outra obra. Mas diz que se vier, será para contar os bastidores dos personagens do primeiro. “Quero contar como acontecem as histórias. O que não aparece neste romance”, relata.

 

Sobre a obra

Helena é uma jornalista que sempre sonhou em conhecer o mundo. Ela não tinha dinheiro para conseguir fazer as viagens. Trabalhava em um antiquário/biblioteca que era de um amigo da família. Como ela era meio atrapalhada, chegava atrasada, depois de dois anos foi demitida.

 

Daí Helena decidiu ser uma pessoa séria: trabalhar e ir de casa para o trabalho e do trabalho para casa. Parou de sonhar. Um dia no caminho para casa, ela esbarra em um senhor que tinha um bloquinho de anotações com todos os locais que ele viajou e conheceu.

 

Do nada ele some, desaparece. Daí vem a parte mágica do livro. Ficou interessado? Enquanto não há a versão impressa, já está disponível em e-book por R$ 9,90. Acesse aqui.

Editora Viseu | Livraria Cultura

 

Em março de 2013 foi quando começou a história do Folha Babitonga na versão impressa. De lá para cá muita coisa mudou e o jornal buscou se adequar as novas mídias. Por isso, em março de 2019 entramos em uma nova era. O Folha Babitonga tem se destacado pela produção de conteúdos próprios e focados em São Francisco do Sul. Para manter este trabalho, estamos realizando a campanha de contribuição. Sim. Os conteúdos permanecerão de acesso livre a todos os leitores.  Faça uma contribuição para nos ajudar a entregar um jornalismo comprometido com São Francisco do Sul e independente. Apoie o Folha Babitonga a partir de R$ 10. Obrigado.