Prefeitura diz desconhecer decisão do desembargador